Formulário de Cadastro no Topo

Você vende TRANSFORMAÇÃO e não "cursinho"



No artigo anterior nós demos uma corrigida geral no nosso mindset, que é o nosso jeito de ver o mundo e como essa visão influencia nas nossas decisões e como tudo isso influencia o nosso bolso.

Neste artigo vamos tocar em outro ponto chave para o crescimento dentro do nosso ramo, um ponto delicado e que faz absolutamente toda a diferença entre o sucesso ou fracasso.


Antes de tudo: este artigo não é comercial!

Fique tranquilo (a), não vou tentar vender nada para você neste artigo, mas vou fazer uma rápida brincadeira agora, preste muita atenção para entender o restante do texto.

Semana passada em um treinamento online eu ofereci um Max Sell 2.0, na cor preta, super bacana e com poucos dias de uso, primeiro pedi 65,00 por ele, como ninguém se interessou, cheguei baixar o preço para 40,00 e ainda parcelei no cartão...

Bom, minha pergunta para você agora é: você tem interesse em comprar um Max Sell 2.0?


Não? Não quer comprar ou não sabe o que é isso? :-)

Bom, eu também não faço nem ideia do que seja isso, acredito que não existe, apenas chutei esse nome, dei uma cor para detalhar melhor e coloquei um preço qualquer...

Mas por que tudo isso?

Simples, se você tentar vender um produto qualquer, para um cliente que não conhece, suas vendas serão próximas do zero, parece bobo e óbvio, mas talvez você faça mais ou menos isso, sem perceber.

Se ao vender seu curso, você não conhecer as dores e necessidades do cliente e não gerar o devido valor, talvez seu cliente nem saiba o que ele vai fazer com o produto ou curso que você está querendo vender, talvez ele nem conheça.

Achou estranha a comparação?

Pois é, agora entramos no "x da questão", para vender bem nosso curso, nós precisamos gerar valor para aquilo antes de vender e para fazer isso, nós precisamos confiar verdadeiramente no que estamos vendendo, para passar o tal brilho no olhos... vamos em frente...

Eu já contei aqui e vou resumir neste artigo como eu acabei entrando para este ramo e como um "cursinho básico de informática" transformou completamente a minha vida...

A verdade é que muitos donos de escola não conseguem perceber o verdadeiro valor do que estão vendendo.

Enxergam seus cursos como "cursinhos" e sem perceber, transmitem isso ao tentar vender para o cliente, justamente por isso, suas vendas são pequenas e não geram os resultados que eles esperam.

Além disso, esse jeito de ver o curso, também influencia no preço que ele cobra, ou seja, se ele não acredita no que está vendendo, não vai conseguir colocar um preço bom, afinal, no inconsciente, ele não enxerga valor no produto que pretende vender.

Em resumo: 

Ele não acredita no produto que vende e com isso, além de não conseguir vender, não consegue cobrar o preço justo, afinal, sente culpa em vender aquele "cursinho" para o cliente.


Veja um exemplo real:

Tenho um amigo dono de escola que está vendendo seus cursos por R$ 39,90 por mês, em pleno 2015, em plena alta de inflação (não preciso nem falar que ele está bem desanimado)...

Mas a pior parte não é o fato dele estar vendendo os cursos por esse preço, a pior parte está na mentalidade que ele desenvolveu a respeito disso, ele tem a opinião formada sobre preço e qualquer um que tente falar ao contrário, perderá um bom tempo ouvindo todas as suas argumentações para manter o preço lá embaixo...

Você já imagina as argumentações: crise, governo, pessoas sem dinheiro, cursos gratuitos em toda parte, Internet, blá, blá, blá...

Eu ouvia isso lá em 1999 quando abri minha primeira escola e continuo ouvindo isso em 2015 e daqui outros 16 anos, vou continuar ouvindo... 

O problema do meu amigo é apenas o que está dentro da mente dele, ele não acredita do mercado que atua, nem no curso que vende, ele compara o curso dele com o gratuito que tem na Internet, considera que ninguém tem dinheiro e acha que o produto dele não vale tanto para ser vendido acima de 39,90...

Falar pra ele tentar vender cursos a vista ou no cartão é motivo de briga... :-)

Resumindo: o problema dele é o mindset errado, é a forma que ele está vendo tudo isso, enquanto essa percepção não mudar internamente, ele vai continuar patinando no seco, girando em círculos...

E não vai adiantar ele mudar de ramo, o problema não está no ambiente externo, no ramo, no produto, o problema está na mente dele...

Ele até quer vender por um preço melhor, mas seu inconsciente não vai deixá-lo fazer isso, ele vai se sentir mal ao pedir um valor mais alto, vai dar "frio no estômago" na hora de falar o preço, como se sentisse que está enganando o cliente e isso causa reações físicas no corpo.

Muitas vezes você sente isso e não presta atenção no seu corpo...


Faça o teste:

Quando alguém convidar você para fazer algo que você não quer, ou pedir algo que você não gostaria de fazer e você acabar fazendo meio que contra a vontade, perceba as sensações que o seu corpo vai demonstrar.

Perceba como seu corpo reage sutilmente, sensações como o tal "frio na barriga" acontecem.

Você vai conseguir perceber se ficar atento, mas a maioria das pessoas não percebe e passa a vida inteira fazendo coisas que não gostaria de fazer. (isso causa infelicidade e falta de paz interior)


O motivo para isso é bem simples:

Se você não acredita no que está falando o vendendo, seu corpo, seus olhos transmitem isso, seu tom de voz, tudo, seu corpo fala e o corpo do seu prospecto entende e, isso não é "achismo", isso são milhares de anos de evolução.

Um exemplo simples e rápido: é um fato comprovado que em menos de 3 segundos formamos uma opinião sobre alguém, inconscientemente, é o nosso sistema automático de proteção "bater ou correr"...

Isso vem lá dos primeiros seres humanos, antes da comunicação, ou seja, você tinha uma fração de segundos para tomar uma decisão, essa decisão podia salvar sua vida ou não... 

Isso acontece até hoje, só que não nos damos conta disso, mas a ciência comprova com inúmeros estudos (no final eu dou as dicas de leitura).


Esse é um tema longo que daria um livro, então, vamos resumir:

Eu vendo meus cursos com entusiasmo, com a cabeça erguida e faço isso porque sei que estou prestes a transformar a vida de um aluno, afinal de contas, um curso básico de informática transformou completamente a minha vida.


Acho que já te contei esta história:

Eu tinha 16 anos, estava desempregado, filho de pais separados desde meus dois anos, havia trabalhado na boia fria, de servente de pedreiro e ajudante de pintor para pagar aquele curso básico de informática, a mensalidade do curso custava cerca de 30% do salário mínimo da época, foi suado, mas me dediquei de corpo e alma naquele curso.... 

E foi aquele curso que transformou a minha e tudo o que sou e faço hoje, se não fosse aquele curso eu não estaria agora escrevendo para você, enfim...

O meu "Mindset" com relação aos meus cursos é muito bom, eu confio no que eu vendo e eu transmito isso para meus clientes e colaboradores, para as pessoas que conversam comigo, nos treinamentos que ministro, eu confio e eu amo o que faço, sem nenhuma demagogia.

Bom, o que eu quero dizer com tudo isso é que você precisa refletir lá no fundo da sua mente e tentar descobrir quais as crenças limitantes você tem com relação ao curso que você vende e ao preço que você coloca nos seus cursos.


Como valorizar mais o seu curso?

Com certeza um aluno seu já conseguiu um bom emprego ou teve uma boa oportunidade depois ter feito um dos seus cursos, sendo assim, descubra alguns desses alunos e comece a se concentrar nesse lado positivo e usá-los como exemplo no seu dia a dia.

Eu tenho a sorte de usar sem medo o meu próprio exemplo, eu conto minha história com orgulho para meus clientes e realmente motivo eles a investirem nos meus cursos.

Transmito a eles confiança e a certeza que vai acontecer com eles ou com os filhos deles, o que aconteceu comigo e com tantos outros alunos da nossa escola.

Você não imagina como histórias como essa influenciam na decisão das pessoas (gatilho mental da história, um dos mais poderosos, desde que seja feito com sinceridade e  confiança)

Como a fazer o teste e colocar isso em prática e veja os resultados aparecerem.

Colha depoimentos desses alunos e divulgue isso nos seus materiais de marketing, isso vai começar , além de ajudar nas suas vendas, também começará mudar seu mindset com relação aos cursos que você vende, você vai acreditar mais no seu produto,

Essa "crença positiva" vai começar refletir rapidamente no seu bolso, quando você começa acreditar mais, você começa ter mais brilho nos olhos e as vendas começam aumentar.

Não, isso não é teoria ou blá, blá, blá e você só vai perceber a diferença que isso causa no seu bolso quando perceber o que esse tipo de atitude pode mudar no ambiente que você vive.

Quanto mais você acreditar que o seu curso vai transformar a vida dos seus alunos, mais você vai ter brilho nos olhos para vender e consequentemente mais você vai vender...

Depois, continue se analisando e descobrindo quais são os outros "vírus" que estão impedindo seu crescimento pessoal e profissional, vá reconfigurando um a um, da dúvida releia este ARTIGO SOBRE MINDSET.

Lembre-se, tudo está na sua mente, o bom e o ruim, a decisão é sua em qual seguir.

Então é isso, espero que este artigo seja importante e transformador na sua vida. :-)

Forte abraço e muito sucesso.

Elias Fernando
Autor do Blog



Sugestões de leitura:

Quem pensa enriquece - Napoleon Hill
Por que os Homens Fazem Sexo e as Mulheres Fazem Amor? Allan Pease, Barbara Pease







Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. Muito bom o post! Me vi também na parte onde você fala que tudo começou em um curso de Informática que fez. Comigo também foi assim, em 1998.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal Ailton, essas memórias são muito importantes para nós valorizarmos o nosso produto de hoje! Obrigado pelo comentário! :-)

      Excluir


Layout exclusivo do blog - Fazendo Certo | Feito por: Alice Grunewald | Tecnologia do Blogger | Cópia total ou parcial é proíbida ©